“O pedal hoje é a minha vida”, diz Silvana Chimionato

Deficiente visual, mãe de quatro filhos e apaixonada por ciclismo. A paratleta Scott Silvana Chimionato superou uma doença degenerativa nos olhos (coroidose miópica) para sonhar em representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro-RJ.

Com apenas 3% da visão do seu olho direito e nada no esquerdo, a atual líder do ranking brasileiro da paraciclismo encontrou na bicicleta um motivo para levantar da cama todos os dias.

No vídeo, ela conta quando começou a pedalar e como foi a transição de atleta amadora para profissional.

Vale assistir!

Silvana Chimionato

Atleta paralímpica, pedala sob guia da atleta Maira Nogueira (esquerda). Determinada, ela passou a competir, e além de mãe de quatro filhos, tornou-se atleta Scott. Seu objetivo é chegar nas Paralimpíadas Rio 2016.

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *