Jaqueline Mourão conduz tocha olímpica em Salvador-BA

Primeira e única mulher a representar o Brasil numa prova de mountain bike na história da Olimpíada, Jaqueline Mourão foi convidada pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) para conduzir a tocha olímpica dos Jogos do Rio-2016. A participação da multiatleta no “Revezamento da Tocha” acontecerá nesta quarta (25), em Salvador-BA.

“Fiquei muito feliz por ter sido lembrada. Carregar a tocha olímpica e participar de um grande evento como a Olimpíada é uma emoção muito grande para qualquer atleta. Vou mandar o máximo de energia positiva para todos os brasileiros que entrarem na disputa. Será um evento histórico para o Brasil”, disse a atleta Scott.

Jaqueline Mourão é também a única atleta brasileira a participar de cinco edições dos Jogos Olímpicos, sendo duas de Verão (Atenas-2004 e Pequim-2008), no mountain bike, e trêsde Inverno (Torino-2006, Vancouver-2010 e Sochi-2014), no biatlo e no esqui cross country. Na duas últimas, a brasileira foi porta-bandeira da delegação do país durante a cerimônia de abertura e encerramento.

brasil_abertura_sochi_reu_5
Jaqueline Mourão leva a bandeira da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi (Foto: Reuters)

Jaqueline também foi eleita pelo COB a melhor atleta de mountain bike por 5 anos consecutivos (2002 a 2006) e, em 2012, recebeu o título de melhor atleta de esportes na neve.

Raiza Goulão, Isabella Lacerda e projeto MTeenB

Raiza Goulão e Isabella Lacerda são as duas melhores atletas do Brasil em mountain bike e fazem um duelo de alto nível na disputa pela vaga nos Jogos do Rio-2016. O curioso é que, quando adolescentes, as duas fizeram parte do MTeenB, projeto de formação de novos atletas idealizado e coordenado por Jaqueline Mourão e com apoio da Scott.

raiza-e-jaque-juntas002_BAIXA
Jaqueline Mourão ao lado de Raiza Goulão. Atletas estiveram juntas no Canadá. (Foto: Divulgação)

“Ver duas atletas que começaram comigo na adolescência, quando fizeram parte do MTeenB, hoje com chances de representar o Brasil… Eu sinto como se tivesse feito parte dessa história. Fico muito feliz”, comenta Jaque.

“Eu fui a primeira atleta a representar o MTB brasileiro em Olimpíadas. Desde a minha participação, não tivemos mais ninguém. Ter uma brasileira na disputa faz diferença”, completa.

Comunicação IGP Sports

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *