Cicloturismo: Campo Largo proporciona “viagem no tempo” a ciclistas no Paraná

Viajar de bicicleta pelo Brasil e pelo mundo é comum, mas algum ciclista já usou a bike para viajar no tempo? Segundo pessoas que pedalam nos arredores de Curitiba-PR, essa é a sensação ao passar pelas trilhas que no entorno das colônias que ficam naquela região como Dom Pedro II, Cristina e Revier, entre outras.
E quem melhor do que um ciclista com experiência para falar sobre esses trajetos?
“O pessoal gosta muito de pedalar perto de Campo Largo, pois existem trilhas para todo tipo de ciclistas. As que passam por Dom Pedro II e outras, por exemplo, é possível pedalar de 15 até 100 km, dependendo do nível do ciclista. Cada pedal pode ser num tipo de terreno. Existem aqueles com estradas de chão batido, para iniciantes, ou aqueles mais técnicos com grande subidas e descidas para quem busca um desafio maior”, comenta Luiz Fernando Brychta, da Brychta Bikes, loja localizada na capital paranaense.

Colocando no seu roteiro de viagem…

Com casinhas de madeira, pessoas amistosas e a tranquilidade da vida no campo, o local atrai milhares de turistas o ano todo. O Paraná é um estado brasileiro que recebeu imigrantes das mais diversas nacionalidades no século XIX. Entre eles estão alemães, poloneses, ucranianos, italianos e japoneses. Hoje, a região de Curitiba conta com uma diversidade cultural gigante, o que se tornou um dos diferenciais para quem pedala nas trilhas em torno da capital paranaense.
“Quando você está por lá ainda é possível encontrar bons restaurantes que abrem aos fins de semana só para servir comidas típicas polonesas e outras nacionalidades. Isso deixa o passeio ainda mais divertido e interessante”, dá a dica Brychta.

Qual bike pedalar?

761149372699459087712b4fc3

Trilhas de menor ou maior nível técnico, o que vai realmente fazer a diferença na hora da escolha da bicicleta é o objetivo do ciclista. Por exemplo:

“Os modelos que mais saem aqui na loja são as da linha Scale da Scott, pois essa é uma das melhores bicicletas de entrada. Porém, se a pessoa é entusiasta e busca algo mais profissional eu recomendo a linha Spark. Por ser uma full suspension, ela proporciona mais versatilidade com controle das duas travas no guidão. Eu mesmo uso uma: a Scott Spark 900 RC”, diz Brychta.

762149372707859087766be93d

Desafio da Cevada 2017

Cervejas típicas, vinhos, danças tradicionais, food trucks, música e um percurso com um visual de tirar o fôlego de qualquer ciclista. O Desafio da Cevada é uma das provas tradicionais na região de Campo Largo e promete ser um dos grandes eventos ciclísticos que acontecerão no Sul do país em 2017.

A primeira etapa será realizada no dia 7 de maio e quem quiser participar pode fazer sua inscrição por aqui. Mais informações no site www.desafiodacevada.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *